23 Março 2007

Sistema Linfático

Todas as células do organismo recebem substâncias do meio e eliminam produtos resultantes do seu metabolismo, estando ou não em contacto com meio externo, do qual depende. Este intercâmbio de substâncias é possível graças ao movimento do sangue e da linfa, fluidos extracelulares que fazem parte do meio interno.
No organismo humano o sangue não contacta directamente com as células, sendo estas banhadas por um fluido, fluido intersticial ou linfa intersticial, que é um líquido claro e transparente. Os capilares sanguíneos têm uma parede muito fina, o que facilita o intercâmbio de substâncias entre o sangue e o fluido intersticial.


Ao nível dos capilares, na proximidade da arteríola, a pressão sanguínea força o plasma e pequenas moléculas dissolvidas passam através da parede para os tecidos, juntando-se ao fluido intersticial. Este fluido difere do plasma sanguíneo, fundamentalmente pelo facto de conter muito menos proteínas, uma vez que as proteínas, sendo macromoléculas, dificilmente atravessam as paredes dos capilares. Os leucócitos podem também abandonar os capilares sanguíneos, deslizando as células das paredes desses vasos. Forma-se assim esse fluido ou linfa intersticial que banha as células. Durante a circulação sanguínea cerca de 90% do volume do sangue retorna das redes capilares para o coração.



Aproximadamente 10% do fluido que atravessa a parede dos capilares para os tecidos, bem como alguns leucócitos, não regressa directamente ao sangue, juntam-se à linfa intersticial. O excesso deste fluido difunde-se para capilares linfáticos, que existem nos diferentes órgãos entre os vasos sanguíneos, e fazem parte do sistema linfático.
Uma vez dentro dos vasos do sistema linfático, o fluido denomina-se: linfa circulante e é igualmente constituída por plasma e leucócitos. Tal como o sangue, a linfa intervém na defesa do organismo através dos leucócitos, que fazem parte da sua constituição.


Circulação Sanguínea - Exercícios

Mostra que sabes e responde a estas perguntinhas!!





1. Faz a legenda da figura:



2. No Coração Humano circula...

a) sangue arterial do lado esquerdo e sangue venoso do lado d
ireito.
b) sangue arterial do lado direito e sangue venoso do lado esquerdo.
c) apenas sangue arterial.
d) apenas sangue venoso.


3. Completa os espaços em branco:


Todos os vertebrados possuem sistema circulatório __________. O sangue dirige-se para o coração por __________ e entra para as __________. de seguida, passa para os __________ e sai por __________, que se ramificam em redes de __________, que distribuem o __________ pelos diferentes órgãos. O fluido que banha directamente as células chama-se __________.


4. Observa as figuras:





4.1. Qual o esquema que se refere à circulação do Homem?


4.2. Como se designam os percursos 1 e 2?


4.3. Qual a vantagem da circulação dupla relativamente à circulação que apresenta o peixe, simples?


Vídeo - Circulação Sanguínea

22 Março 2007

Orgão Propulsor do Sangue - Coração

O Coração é um orgão muscular oco que bombeia o sangue de forma a que circule no corpo. A função do coração é gerar pressão, que condiciona o fluxo sanguíneo através de vasos. As válvulas que nele existem determinam o sentido do fluxo sanguíneo, evitando o retrocesso do sangue no sistema. Os movimentos rítmicos de contracção e de relaxamento do coração, denominados, respectivamente, por sístole e por diástole, provocam diferenças de pressão responsáveis pela circulação do sangue.




Circulaçao Sanguínea

Ao percorrer todas as células do corpo, o sangue perde oxigénio, regressando ao coração pelas veias cavas superior e inferior na aurícula direita. O sangue é impulsionado pela válvula tricúspida para o ventrículo direito. A contracção do ventrículo obriga a fechar esta válvula e abre a que se encontra à entrada da artéria pulmunar (válvula sigmóide). O sangue segue pela artéria pulmonar até aos pulmões onde se liberta o dióxido de carbono e recebe oxigénio, passando de venoso a arterial. Regressa ao coração pelas veias pulmonares à auricula esquerda. Este trajecto constitui a pequena circulação ou circulação pulmonar.





O sangue arterial, ao chegar ao coração proveniente dos pulmões, passada aurícula esquerda, através da válvula mitral para o ventrículo esquerdo. A contracção deste ventrículo fecha esta válvula e abre a válvula sigmóide situada à entrada da artéria aorta. Desta artéria partem as artérias coronárias que vão permitir que o sangue arterial seja transportado a todas as partes do corpo, uma vez que o sangue passa das artérias principais para as arteríolas, até aos capilares. Quando chega às celulas o sangue liberta o oxigénio, bem como outras substâncias necessárias ao metabolismo celular, e recebe os produtos deste metabolismo e o dióxido de carbono. Passa, então, de sangue arterial a sangue venoso, sendo agora conduzido pelas vénulas e depois pelas veias, regressando ao coração pelas veias cavas superior e inferior na aurícula direita. Este trajecto de sangue constitui a grande circulação ou circulação sistémica

Sistemas de Transporte - Exercícios




Mostra que sabes e responde a estas perguntinhas!




1. No Sistema Circulatório do Gafanhoto...


a) no interior dos vasos circula sangue e no exterior circula linfa.
b) as trocas com as células ocorrem em lacunas.
c) o fluido circulante flui mais lentamente que no sistema circulatório da minhoca.
d) a saída do coração faz-se pelos ostíolos.
e) circula um fluido designado por hemolinfa.




2. Das seguintes características selecciona as que podem referir-se aos sistemas circulatórios do gafanhoto e da minhoca.



A- Sistema circulatório fechado

B- Sistema circulatório aberto

C- Tem lacunas ou seios

D- Tem um vaso dorsal

E- Possui corações laterais

F- Possui uma aurícula e um ventrículo

21 Março 2007

Sistemas Fechados - Tipos de Circulação Sanguínea


O sistema circulatório dos vertebrados é um sistema de transporte fechado, sendo o sangue bombeado pelo coração através de um sistema contínuo de vasos sanguíneos.
Neste tipo de sistema circulatório o coração tem posição ventral apresentando nos animais diferente número de aurículas e ventrículos. Também é variável o número de vasos ligados directamente ao coração.

- Peixe

  • Circulação Simples: Tipo de Circulação característica nos peixes. Coração com duas cavidades: uma aurícula e um ventrículo. No coração circula apenas sangue venoso. O sangue percorre um trajecto único, passando uma vez pelo coração.

- Anfíbios

  • Circulação dupla incompleta: Coração com três cavidades: duas aurículas e um ventrículo. O sangue percorre dois trajectos diferentes, passando duas vezes pelo coração. Há mistura parcial de sangue venoso e arterial no ventrículo. Este tipo de circulação, para além de estar presente nos anfíbios, também é característica dos répteis.

- Mamíferos


  • Circulação dupla e completa: Coração com quatro cavidades: Duas aurículas e dois ventrículos. O sangue percorre dois trajectos diferentes, passando duas vezes pelo coração. Não há mistura de sangue venoso e sangue arterial. Por isso, nestas condições, é maior a oxigenação do sangue que chega às células, o que permite uma maior capacidade energética. Existe nas aves e mamíferos.

Sistemas de Transporte

O grau de complexidade dos animais condiciona os diferentes tipos de sistemas de transporte. Globalmente considera-se a esxistência de dois grupos de sistemas de transporte nos animais: Sistemas de Transporte Abertos e Sistemas de Transportes Fechados






A - Sistema Circulatório Aberto

B - Sistema Circulatório Fechado

09 Março 2007

06 Março 2007

Algumas Doenças Sanguineas...


As doenças do sangue resultam de algumas mudanças anormais na sua composição. Existem diversas doenças sanguíneas, tais como a leucemia, anemia, trombocitopemia, policetemia, etc. A redução anómala do conteúdo de hemoglobina ou do número de glóbulos vermelhos é conhecida como anemia. A formação anormal de hemoglobina é característica da anemia falciforme e da talassemia. A leucemia é acompanhada por uma proliferação desordenada de leucócitos. A deficiência de qualquer um dos factores necessários à coagulação do sangue provoca hemorrogias. Diversas doenças hemorrágicas, como a hemofilia, são hereditárias.


Anemia

A anemia, palavra que do grego significa "privação do sangue", é caracterizada por uma diminuição da quantidade total do número de gló
bulos vermelhos ou de hemoglobina da sangue (concentração de hemoglobina inferior a 0,13 g/mol no homem e 0,12 g/mol na mulher).

- Hemoglobina


A hemoglobina é constituída por um pigmento vermelho chamado "heme", que dá a cor vermelha característica do sangue. É um pigmento especial predominante no sangue, cuja função é transportar o oxigénio. Transporta o oxigénio dos pulmões até aos tecidos do corpo. Depois, inverte a sua função e recolhe o dióxido de carbono, transportando-o até aos pulmões para ser expirado. A deficiência de hemoglobina provoca a anemia. As alterações da hemoglobina podem causar a anemia falciforme.

- Anemia das Células Falciformes

A anemia falciforme é um processo hereditário em que a hemoglobina se apresenta alterada.Conhecida também como anemia drepanocítica, é causada pela existência de hemoglobina anómala ou hemoglobina S, que muda de forma quando a quantidade de oxigénio no sangue se reduz por qualquer motivo. As hemácias que contêm a hemoglobina também mudam, adoptando a forma de foice (falciforme)

Hemácias falcizadas em portador de anemia falciforme

- Outros tipos de Anemia:

Pode-se verificar a anemia em diversos casos patológicos: hemólise, doenças malignas, saturnismo, talassemia, hemorragia, deficiência de vitamina B12, deficiência de ferro, afecções inflamatórias crónicas, etc.
A mais comum é a anemia ferropénica provocada por um deficit de ferro, elemento essencial para a fabricação de glóbulos vermelhos. A anemia perniciosa é provocada por um deficit de vitamina B12, fundamental para a produção de hemácias.



- Tratamento

O tratamento da anemia depende da sua causa e gravidade. Em casos de suspeita de anemia, recomenda-se procurar um médico.

19 Fevereiro 2007

Fluido Circulante - Sangue

O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo e tem como função a manutenção da vida do organismo. Numa pessoa normal, cerca de 45% do volume do seu sangue são células (a maioria de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde o seu oxigénio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares. Este movimento circulatório do sangue ocorre devido à actividade coordenada do coração, pulmões e das paredes dos vasos sanguíneos. O sangue transporta ainda muitos sais e substâncias orgânicas dissolvidas.
No interior de muitos ossos, há cavidades preenchidas por um tecido macio, a medula óssea vermelha, onde são produzidas as células do sangue: hemácias, leucócitos e plaquetas.




Constituição do Sangue

O sangue é constituído por diversos tipos de células (ocasionalmente chamadas de corpúsculos); esses elementos figurados (ou formadores) constituem a parte "sólida" do sangue e cerca de 45% do volume total. Já os 55% restantes são formados por uma parte líquida chamada plasma (ou soro - plasma sem fibrinogénio) e de aproximadamente 45% de outros componentes que agrupados constituem os elementos figurados do sangue. São divididos em Leucócitos (células de defesa), hemácias (transporte de Oxigénio) e Plaquetas (factores de coagulação sanguínea).

As células do sangue são de 3 tipos:

  • Hemácias (ou glóbulos vermelhos): são as células predominantes no sangue, com cerca de 5 milhões de células por milímetro cúbico. As hemácias contêm o pigmento vermelho, hemoglobina, que desempenha um papel importante no transporte de gases (oxigénio e gás carbónico) entre as células dos tecidos e os pulmões.

  • Leucócitos (ou glóbulos brancos): há cerca de 5.000 a 10.000 leucócitos por milímetro cúbico, no sangue circulante (um adulto normal possui entre 4 milhões e 11milhões de leucócitos por litro de sangue). Estas células são produzidas na medula óssea e estão presentes, para além do sangue, na linfa, nos órgãos linfóides e em vários tecidos conjuntivos O número de leucócitos, em geral, aumenta nas infecções bacterianas e permanece estável nas infecções virais, embora nem sempre as coisas aconteçam dessa maneira. Enquanto que só há um tipo de glóbulos vermelhos, vamos encontrar diversos tipos de glóbulos brancos, cada um desempenhando uma função na resposta imunológica:
- Granulócitos
  • Neutrófilos: Encontram-se cerca de 65% de neutrófilos no sangue de um adulto. Fagocitam e destroem as bactérias;

  • Eosinófilos: Encontram-se apenas cerca de 4% de eosinófilos no sangue de um adulto.Aumentam o seu número e activam-se na presença de certas infecções e alergias;

  • Basófilos: No sangue de um adulto, a quantidade de basófilos existentes é inferior a 1%. Segregam substâncias como a heparina, de propriedades anticoagulantes e a histamina;


- Agranulócitos

  • Linfócitos: Encontram-se cerca de 25% de linfócitos no sangue de um adulto. Estes são ou Auxiliares (CD4+) e Linfócitos T ou Citotóxicos (CD8+). Desempenham um papel importante namais comuns no sistema linfático. Os três tipos principais são: Linfócitos B; Linfócitos T produção de anticorpos e na imunidade celular;

  • Monócitos: Encontram-se cerca de 6% de monócitos no sangue de um adulto. Digerem substâncias estranhas não bacterianas.

  • Macrófagos: Não existem macrófagos no sangue. Os monócitos são conhecidos como macrófagos quando migram do sangue para os tecidos. A sua função é a fagocitose.




  • Plaquetas (Trombócitos:) Outro elemento celular constituinte do sangue, e de elevada importância, são as plaquetas, representadas por células minúsculas, na quantidade média de 150.000 a 450.000 por milímetro cúbico de sangue. As plaquetas desempenham um papel fundamental na coagulação sanguínea, mas são também uma fonte de muitos mediadores da inflamação.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Plaqueta_sangu%C3%ADnea


O plasma, o componente líquido, é formado por 90% de água, 1% de substâncias inorgânicas (como potássio, sódio, ferro, cálcio, ...), 7% de proteínas plasmáticas (albumina, imunoglobulinas e fibrinogénio, principalmente) e 1% de substâncias orgânicas não protéicas, resíduos resultantes do metabolismo, hormonas. Apresenta dissolvidos gases como oxigénio e Gás carbónico. Devido à presença da molécula da hemoglobina nas hemácias, nos animais vertebrados o sangue é de cor vermelha. A quantidade total de sangue no Homem representa cerca de 8% de sua massa total.


19 Janeiro 2007

Transporte nos Animais - Principal Constituição e Suas Funções

Em todos os animais existe um sistema de transporte que permite conduzir todas as substâncias necessárias à actividade vital dos animais.
O sistema de transporte inclui, tipicamente:
  • um fluido circulante, como, por exemplo, o sangue
  • um orgão propulsor do sangue, geralmente o coração
  • um sistema de vasos ou espaços por onde circula o fluido circulante

A função circulatória apresenta diversas funções vitais, na medida que permite o transporte de nutrientes até à totalidade das células bem como do oxigénio, a remoção das excreções para os orgãos de onde devem ser eliminadas, o transporte de hormonas, a defesa do organismo e a distribuição do calor metabólico por este.